quinta-feira, 23 de junho de 2016

CANINOS

o olhar de um cachorro
não mira o vazio

antes olha nossas falhas
nossos pêsames
nossas dores de não conseguir
ser eternos


*

em cada pálpebra inocente
existe a fúria canina
que ladra, mas não morde:

se ele que é tão cão
é tão humano
e a gente? por que não pode?

Siga o blog por e-mail